Geral

Parque Ecológico de Maracajá: Preservação ambiental aliada ao lazer

Publicada em 06/06/22 às 06:12h - 12 visualizações

por FUMACA SUL


Compartilhe
Compartilhar a notícia Parque Ecológico de Maracajá: Preservação ambiental aliada ao lazer  Compartilhar a notícia Parque Ecológico de Maracajá: Preservação ambiental aliada ao lazer  Compartilhar a notícia Parque Ecológico de Maracajá: Preservação ambiental aliada ao lazer

Link da Notícia:

Parque Ecológico de Maracajá: Preservação ambiental aliada ao lazer
 (Foto: FUMACA SUL)

Antes de ser um dos cases de sucesso do turismo regional Sul de Santa Catarina, o Parque Ecológico Municipal Prefeito Thomaz Pedro da Rocha, de Maracajá, é uma extensa área de preservação ambiental. Possuindo 112 hectares em um remanescente de Mata Atlântica, o local trabalha com estratégias para a preservação da natureza, além de proporcionar qualidade de vida maior a mais de 40 espécies de animais.

Fundado em 1994 como uma unidade de conversação e área de lazer, o Parque Ecológico de Maracajá recebe cerca de duas mil visitas por semana. No entanto, quem vê de fora não imagina a dedicação da diretoria e órgãos competentes, para ser um espaço que agrade a população, os animais e a natureza.

Características

Carinho, cuidado e compromisso são características apreciadas pelos profissionais do Parque Ecológico de Maracajá, como é mais conhecido. Um exemplo disso é a preocupação com os animais que precisam viver em recinto, oriundos de apreensões da Polícia Militar Ambiental (PMA) ou doações espontâneas de populares.

“Eles são doados para nós. Procuramos fazer um enriquecimento ambiental, semelhante ao habitat natural, para terem uma vida mais saudável e não se sentirem estressados. Infelizmente são animais que se soltos, serão de presa fácil”, disse Gisele da Silva Garcia Dal Pont, bióloga.

Os animais em recinto, que vivem no parque atualmente, são jabutis, papagaios, araras, tucanos, aracuãs, caturritas e passeriformes (aves de pequeno porte). A mata nativa ainda abriga bichos de vida livre, tendo oito espécies de mamíferos, 31 de aves e quatro espécies de répteis. A atração principal para os visitantes são os mais de 170 macacos-pregos.

Trilhas e turismo ecológico

A elaboração das trilhas do Parque Ecológico de Maracajá foi a primeira preocupação. Idealizadas em 2002, foram construídas com aproximadamente 1,20 metros de distância do chão para garantia de preservação das áreas verdes.

“Idealizamos como objetivo de preservar não só a mata, como a segurança das pessoas. A trilha suspensa não tem compactação do solo. Quem anda e olha para baixo, consegue ver que a regeneração está perfeita: existe planta e vida”, disse a bióloga.

Das duas mil visitas realizadas semanalmente, 30% são moradores de Maracajá e 70% habitante do Sul de Santa Catarina. A visita proporciona uma experiência completa de turismo ambiental. Além do contato com a natureza e animais, o local ainda possui parque de diversão para as crianças, quiosques e restaurante.





ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (48) 99694 6499

Visitas: 365847
Usuários Online: 17
Copyright (c) 2022 - FUMACA SUL
Converse conosco pelo Whatsapp!